Conjuntivite alérgica em crianças

Estudos sobre conjuntivite alérgica com um grupo de doenças comuns na infância normalmente acompanhada de outras condições alérgicas afeta a superfície ocular e está associada a reações de hipersensibilidade de tipo I.

Observaram que existem duas formas agudas:

  • A conjuntivite alérgica sazonal e a conjuntivite alérgica perene, e três crônicas:
  • Cerato conjuntivite primaveril;
  • Ceratoconjuntivite atópica; e
  • Conjuntivite papilar gigante.

Os sintomas são:
Inflamação da superfície ocular (concomitante com eosinofilia e neutrofilia) produz prurido, lacrimejamento, edema, vermelhidão da pálpebra e da conjuntiva e fotofobia durante a fase aguda e, ocasionalmente, na fase tardia.

Como no caso de outras doenças alérgicas crônicas, pode haver remodelação tissular da superfície ocular.

Estudo realizado de modo observacional em pacientes com diagnóstico presuntivo de conjuntivite alérgica,  aplicados os critérios de inclusão e exclusão, em 80 pacientes foram analisados as variáveis: idade, gênero, cor da pele, apresentação clínica e fatores de risco.

Os resultados mostraram um predomínio de crianças entre 8 e 13 anos (68,8%), seguidos por aqueles entre 3 e 7 (12,5%) e entre 14 e 18 anos (1,9%), homens (72 , 5%) e cor da pele branca (71,2%). O tipo clínico de conjuntivite alérgica mais frequente resultou a sazonal e perene (38,8%), seguido da aguda (31,3%), e o de menor apresentação, a dermatoconjuntivite de contato (5,0%). A exposição ao pó foi referida por 100% dos pacientes.

Concluiu-se que predominaram as crianças entre 8 e 13 anos, homens e cor da pele branca. O tipo clínico de conjuntivite alérgica mais frequente foi a sazonal e perene, e o fator de risco associado a exposição ao pó.

FONTE: (com adaptações): https://www.medcenter.com

Conjuntivite alérgica em crianças
Rate this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: